ENTENDER A DOR MUSCULAR PÓS-TREINO, PARTE 1

Porque é que a dor pós-treino ocorre?

As pessoas que fazem levantamento de peso com regularidade, conhecem bem este tipo de dor. A dor manifesta-se frequentemente entre doze a vinte e quatro horas após terem feito um treino pesado ou intenso. Essa dor normalmente afecta todos ou quase todos, os principais grupos musculares que estiveram implicados no treino que efectuou. E a dor pode ser mesmo incómoda!

Dores musculares de início retardado ou dor pós-treino são extremamente comuns no mundo do bodybuilding. Para aquelas pessoas que não podem passar o dia com dores, calma… existem “spray’s” e comprimidos analgésicos para ajudar no alívio das dores, no entanto há alturas que elas apenas atenuam.

Acredita-se que a dor pós-treino pode ser causada por qualquer ou todos os seguintes:

  1. Exercício intenso
  2. Elevada resistência / carga sobre os músculos.
  3. Micro-danos nos músculos, que incentivam o corpo a ampliar e fortalecer os tecidos musculares
  4. Posturas incorretas durante a execução dos exercícios
  5. Insuficientes ou nenhuns exercícios de aquecimento

Então, mas devemos ou não sentir dor pós-treino de cada vez que treinamos?

A resposta simples a esta pergunta essencial é não, você não tem que sentir dor intensa de cada vez que levantar pesos no ginásio. Dor durante o treino é expectável, se estiver a levantar pesos muito perto do seu máximo ou se já está a fazê-lo há um longo período de tempo.

Há também uma grande diferença entre dor leve a moderada, indicativa de desenvolvimento muscular normal e dor extrema, provocada por músculos rasgados ou ligamentos danificados.

A dor pós-treino “normal” é muitas vezes descrita como uma dor que permanece consigo durante alguns dias e vai diminuindo gradualmente até que desaparece por completo.

Dor relacionada com lesões é completamente diferente. Lesões musculares, articulares ou ligamentares podem gerar uma variedade de sinais de dor, desde sensação de apunhalada, dor extrema que irradia para mais de uma região, etc. Dependendo da gravidade da lesão, a dor pode desaparecer por conta própria ou pode intensificar-se até que se torna insuportável e o obriga a ter que recorrer a um médico.

Como já discutimos em posts anteriores, quem treina tem que se ir habituando a sentir dor, se quiser progredir. Essa dor menos intensa é um sinal de que os músculos se estão a reparar e os tecidos musculares a tornarem-se mais fortes e maiores. O slogan “No Pain, No Gain” aplica-se perfeitamente ao bodybuilding. Cada progresso que você vai alcançar, vem sempre acompanhado de um tanto de orgulho com um tanto de dor. A dor não será intensa ao ponto de ser insuportável, e verá que vai acostumar-se a sentir…

Quem experimenta a dor pós-treino?

Todos os levantadores de peso experimentam algum nível de dor ou desconforto após um treino. No entanto, são os fisioculturistas mais novatos que normalmente sentem as dores pós-treino mais intensas. A razão para isto é muito simples: fisioculturistas mais novatos ainda estão a desenvolver a grande maioria dos grupos musculares do seu corpo, por isso, se este for o seu caso, é normal sentir este tipo de dores, até que o corpo se comece a desenvolver e se torne cada vez mais acostumado às cargas e aos levantamentos de peso. Para alguns, essas dores pós-treino podem ser sentidas durante alguns meses de treino, enquanto para outros, só as irão sentir nos primeiros dois a três meses de treino.

Com a continuidade, essas dores intensas serão diminutas e você será capaz de progredir para pesos mais pesados, sem se ter que preocupar com dores 24 horas após um treino intenso.

Existe uma relação entre o progresso e a dor pós-treino?

Tecnicamente falando, sim existe um relacionamento entre os dois. De certa forma a dor é a forma que o seu corpo tem, de lhe dizer que está a desenvolver-se.

Por outro lado, se não sentir dor alguma, é possível que o seu corpo já se tenha adaptado ao actual regime de treino e habituado à carga que actualmente está a usar.

O que geralmente se segue é o temido “plateau”

O “plateau” pode afetar um fisioculturista de duas maneiras. Em primeiro lugar, pode levar a uma recuperação de alguma quantidade de gordura corporal. Isso pode ser desastroso, principalmente se estiver a começar a fase de definição muscular.

Em segundo lugar, o plateau também pode parar com os seus ganhos de massa muscular. Ganhar tamanho e definição muscular é algo que se ouve com bastante frequência e, nesta fase pode tornar-se duplamente difícil, se o seu corpo já não se sentir desafiado com o actual ritmo e carga de treino. Os seus músculos não se vão “transformar em gordura” ou encolher, mas também não espere grandes ganhos de massa!

Comentários

© 2016 Nuno Carvalho Fitness | Afiliados | Privacidade

Pin It on Pinterest

Share This

Descubra o caminho
para uma vida saudável

Insira o seu email abaixo e comece hoje mesmo a mudar a sua vida!

Receba Estes 4 eBooks Grátis no seu email!

Subscreva a newsletter e receba de forma completamente gratuita:

=> Suplementação Simplificada

=> Os principais erros da Musculação e Fitness

=> Como definir abdominais rapidamente

=> 15 Receitas para Transformar o seu Corpo

redirect=/agradecimento