Olá o meu nome é Nuno Carvalho e sou Personal Trainer Certificado. 

Sejam bem vindos ao meu blog, onde vou partilhar dicas sobre as várias áreas do fitness, musculação, nutrição, saúde e bem-estar.

Sinta-se livre para comentar, fazer perguntas, etc. A sua opinião é muito importante para mim.

Pode seguir-me também nas redes sociais como FacebookInstagram e Youtube e ajudar-me a chegar a ainda mais pessoas.

O meu objectivo é alcançar o máximo de pessoas possível e ajudá-las atingir os seus objectivos nesta área. 🙂

 

A minha Historia

301635_108130739300816_83353906_nEra um final de tarde de inverno, o sol começava a esconder-se nas montanhas do outro lado do Rio Minho e, dava lugar a um céu cada vez mais escuro. Começo a correr em grande velocidade, na mão segurava uma bola, com a dimensão de uma de ténis que pesava aproximadamente 200g. Aproveito o embalo da corrida, estico o braço bem atrás e, com todas as minhas forças lanço a bola o mais longe possível. Estava feito o meu primeiro lançamento de arremesso (modalidade de iniciação ao lançamento do dardo), da minha primeira prova, da minha primeira modalidade federada, atletismo.

Foi no ano de 1995 que iniciei a minha vida desportiva e a ligação com o exercício físico. Tinha eu 10 anos e era atleta do A.D.R.C Lovelhe em Vila Nova de Cerveira no Alto Minho Português.

A A.D.R.C Lovelhe era uma associação desportiva de Atletismo, que formava essencialmente lançadores e, eu não fugi a regra. Destaquei-me no lançamento do dardo (uma modalidade de que requer bastante velocidade e força explosiva), onde cheguei a ser campeão distrital.

Sempre fui o mais pequeno, o mais magrinho e o mais “fraquinho” da minha turma na escola, mas ao mesmo tempo, sempre fui um dos que tinha mais energia e vontade de experimentar coisas novas. Acho que foi esse meu lado que me levou a iniciar. a modalidade de Remo ao mesmo tempo que ainda andava no Atletismo.

A minha passagem pelo Remo em Vila Nova de Cerveira foi fugaz. Não me recordo ao certo, mas penso que fui atleta durante aproximadamente um ano.

Mas qual era a modalidade desportiva que a maior parte dos meu amigos da escola praticava? Pois…acertou. Futebol!!!

166914_108129189300971_1989497753_nNão bastava eu ser o mais “fraquinho” da turma e, também não era jogador da bola. Isso deixava-me num patamar social desportivo muito inferior a todos os meus amigos futebolistas. Vivia numa vila onde o Futebol era e é o desporto rei e, vivo num pais onde o Futebol era e é um desporto rei. O que me restava? Pois…acertou. Fui para o Futebol.

Fui jogador de Futebol do C.D.C (Club Desportivo de Cerveira) aproximadamente 4 anos. Uma experiencia bastante enriquecedora, onde tive alguns treinadores diferentes e, que agora com mais maturidade e experiencia, consigo dizer com toda a certeza que questões como planificação e metodologia de treino, liderança de grupos, motivação entre outras, eram muito pouco trabalhadas nas camadas jovens do futebol. E o que acontecia no C.D.C era o panorama geral do país, não só no Futebol, mas na generalidade das modalidades desportivas.

Todos os dias fazia atividade física, para além de treinar e jogar futebol, era um apaixonado pelos desportos radicais, andava de patins, skate, fazia bodyboard e BTT. Em Educação Física era um dos melhores, definitivamente eu respirava desporto.

Por incrível que pareça, com 10 anos, eu já dizia que queria ser professor de Educação Física, coisa que não é muito normal nessa idade e, foi esse sonho que segui. Em 2000 terminei o 9º ano, concluindo os meus estudos na escola de Vila Nova de Cerveira, mudei-me para a Ancorensis Cooperativa de Ensino, uma escola de muito prestígio, onde acabei por concluir o 12º ano na opção de Desporto.

Em 2004 quando me candidatei à universidade, todas as opções que escolhi eram ligadas ao desporto ou ao exercício físico. Acabei por entrar na minha primeira opção, Educação Física e Desporto na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro em Vila Real. Adorei a licenciatura. Quando se estuda e aprende aquilo de que gostamos, tudo se torna mais fácil e apaixonante.nuno carvalho fitness

Logo no primeiro ano da licenciatura, ingressei na equipa de Voleibol onde fui jogador, conquistando o campeonato da 3º Divisão Nacional de Voleibol Federado e, campeões Universitários. Mais tarde e, enquanto jogador, era também treinador da equipe feminina de Voleibol Universitário.

No meu 3º ano de faculdade fui estudar para a Roménia na Universidade Babes – Bolyai, em Cluj Napoca, onde entre outras disciplinas, fiz judo, ténis, tiro, ping-pong, que acabou por enriquecer ainda mais a minha multidisciplinaridade desportiva.

Durante a minha Licenciatura, o meu fascínio pelo exercício crescia exponencialmente, queria saber tudo, metodologia e controlo de treino, planificação de treino, anatomia, fisiologia, desenvolvimento humano, desenvolvimento do desporto regional, historia do desporto, desporto e saúde, traumatologia, pedagogia…e muito mais!!! Afinal eu tinha “sede” de conhecimento, aprendia aquilo que me apaixonava.

Ainda durante o meu 5º ano de universidade, tirei um curso de cardiofitness e musculação e, fiz um estágio num ginásio onde orientei e prescrevi exercício físico para o mais variado tipo de pessoas. Realizei imensas avaliações físicas e ao mesmo tempo iniciei a minha carreira como instrutor de aulas de grupo. Num espaço de 2 anos passei de estagiário a coordenador de cardiofitness e musculação do ginásio. Eu adorava o que fazia, prescrever exercício, descobrir novas fórmulas para as pessoas atingirem os objetivos, orientar na sala de musculação, para além de realizar sempre os meus próprios treinos diários (esses não podiam faltar).

Conclui a minha licenciatura de 5 anos com média de 16, mas achei pouco, achei que ainda podia aprofundar mais os meus conhecimentos na área do exercício físico. Para não perder o “ritmo” iniciei o Mestrado em Ciências do Desporto, variante Atividades de Academia. Confesso que foram dois anos loucos, trabalhar no ginásio, dar aulas de grupo (a minha primeira aula era as 7h da manhã, RPM®), treinar, realizar a investigação para a tese de mestrado, escrever a tese…Ufa! Quando acho que não tenho tempo para treinar, lembro-me sempre que, se tinha tempo para treinar nesses anos loucos também tenho de ter tempo hoje e sempre.

Nestes dois anos também já era Professor de Educação Física, dava aulas de Atividade Física e Desportiva na escola, a crianças dos 5 aos 10 anos. Mas confesso que dar aulas na escola não é a minha grande paixão. Eu gosto de ginásio, de exercício físico, treinar, aulas de grupo mas, mais do que tudo isso, é a paixão em demonstrar às pessoas que independentemente da idade e condição física, podem mudar de vida. Eu sou o factor diferenciador, eu sou a motivação que falta na rotina, do subir umas escadas a correr, fazer uma maratona ou simplesmente, viver mais e melhor. Era isso, acompanhar pessoas, era o que eu queria… ser Personal Trainer.

11139388_425636197607503_7124816167950537140_nApós terminar o mestrado, tirei varias formações na área do exercício, nutrição, gestão, treino funcional, entre as quais a de Personal Trainer. Sou um autodidata por natureza mas, nem por isso sou capaz de descurar todas as questões técnicas que estão por trás de tudo o que prescrevo. As formações, todas elas, são essenciais para mim e, por isso é que nunca paro! Parar é morrer, já dizia o poeta. Para mim, significa estagnar. Tenho sede de aprender e é por essa razão que estou constantemente em formações.

Hoje, continuo a viver na cidade que estudei, faço exercício no mínimo 5 vezes por semana, sou muito disciplinado com a alimentação, e tenho uma gestão profissional exigente.

A capacidade de me adaptar e transformar o meu corpo consoante actividade que pratico é outra das características conseguidas devido a formação em Personal Trainer. Devido a minha experiência pessoal e profissional, decidi criar este blog para poder alcançar e ajudar um maior numero de pessoas.

Decida quais os seus objectivos e não pare até os alcançar!

Nuno Carvalho