UMA EPIDEMIA CHAMADA OBESIDADE

A obesidade é causada por múltiplos factores, de ordem endocrinológica, genética, comportamental, neurofisiológica, cultural, o que exige um diagnóstico cuidadoso. Pela sua complexidade, a obesidade é extremamente difícil de tratar e de prevenir.

Estamos perante um epidemia à escala mundial, e parece que veio para ficar. É necessário perceber que a obesidade está muito para além da parte estética, é uma questão de saúde…alias, obesidade é considerado uma doença. Uma doença que nos afeta física e psicologicamente, e acreditem que ao longo destes anos a acompanhar pessoas, não sei qual das duas a pior!

Se emagrecer fosse fácil, estávamos todos elegantes, mas 95% das pessoas que perdem peso voltam a recuperá-lo, sendo comum ganharem ainda mais peso do que o que perderam. E é aqui que se deve diferenciar dois conceitos que podem fazer a diferença. Dieta e hábitos de vida saudável, são conceitos bastante diferentes. A dieta normalmente tem um prazo, é uma palavra com uma conotação negativa. Quando falamos em dieta já estamos a sofrer sem sequer a ter começado, isto porque associado a uma dieta, está a palavra privação. Ainda nem começamos e já estamos a pensar quando acaba! Ao contrário, adoptar hábitos saudáveis para a vida e não apenas durante um período de tempo, na verdade é o segredo para se atingir um corpo saudável e bem constituído, para toda a vida e não apenas durante ou após a dieta.

Sou obeso(a) ou não?

O teste mais simples, rápido e acessível a todos, é o teste da “fita métrica”. Pegue numa fita métrica, e meça o seu perímetro abdominal na zona do umbigo! Se for mulher e o seu perímetro abdominal for igual ou superior a 88cm, ou se for homem e o seu perímetro abdominal for igual ou superior a 102cm, provavelmente terá um índice muito elevado de gordura visceral, que é considerada a mais prejudicial para a sua saúde e bem-estar.

woman measuring her waist.

Quais os factores determinantes para a perca de peso?

Como já referi são inúmeros os factores que levam as pessoas a ganhar peso. Talvez este “assunto” fique para outra crónica, mas existem 3 pilares que são fundamentais para o sucesso da perca de peso. Toda a gente os sabe, mas poucos o fazem de forma consistente e comprometida:

Nutrição: Adoptar um plano alimentar equilibrado e saudável PARA A VIDA e não durante 6 meses. É importante criar um défice calórico (gastar mais calorias do que as que ingerimos), tentando respeitar as proporções de 40% Hidratos de Carbono, 30% Proteínas e 30% gorduras. A ingestão de água é um factor determinante para a perca de peso, tentar beber 1L de água por cada 30kg de peso corporal (ex. 60Kg = 2l agua), é fundamental.

3745081-nutrition-wallpapers

Exercício Físico: O exercício físico regular, promove a libertação de gordura do tecido gordo, para ser utilizado como energia no tecido muscular, promovendo assim a perca de massa gorda corporal. Quando terminamos o exercício a situação reverte-se. Assim, e partindo desse pressuposto, o exercício potencia a perca de massa gorda, desde que a ingestão alimentar seja adequada, sendo necessário ingerir alimentos muito saciantes mas pouco calorícos. Curiosamente, alguns estudos demonstram que a pratica de exercício físico regular, ajuda a diminuir o apetite, o que parece estar relacionado com o efeito anti-depressivo do exercício.

Controlo Stress/Descanso: Mau humor, pouca energia, dores de cabeça, dores de estômago, problemas de sono, comer em excesso e beber demasiado são algumas das consequências do stress. Muitas vezes uma alteração de humor ou ansiedade está associada a modificação do padrão alimentar e do sono, quanto mais ansiosas as pessoas se sentem mais tendência têm para comer alimentos mais calóricos. Grande parte das pessoas que acompanho, come porque necessita de se tranquilizar. Os estados de stress crónico estão, na maioria das vezes, na origem do aumento de peso, isto porque somos levados a ingerir alimentos ricos em hidratos de carbono para potenciarmos a libertação de serotonina, que é uma substância tranquilizante. Curiosamente, a maioria das pessoas reporta que este comportamento alimentar de recompensa se verifica mais recorrentemente ao fim do dia. Assim sendo, o importante é perceber as razões pelas quais as pessoas comem demais. A minha sugestão para combater o stress é realizar exercício físico e trabalhar no seu desenvolvimento pessoal, e se tiver dificuldades em fazê-lo procure a ajuda de profissionais.

tempo-descanso-660x330

Tudo resulta ou não, e o que vai fazer a diferença será o seu compromisso, consistência, foco e motivação. Não espere comer uma salada e ficar magro, assim como treinar apenas uma semana e ficar em forma…é um processo continuo, vai ter altos e baixos, tenha paciência e seja consistente, acredite que vai valer a pena!

Bons Treinos 

Nuno Carvalho 

Comentários

© 2016 Nuno Carvalho Fitness | Afiliados | Privacidade

Pin It on Pinterest

Share This

Descubra o caminho
para uma vida saudável

Insira o seu email abaixo e comece hoje mesmo a mudar a sua vida!

Receba Estes 4 eBooks Grátis no seu email!

Subscreva a newsletter e receba de forma completamente gratuita:

=> Suplementação Simplificada

=> Os principais erros da Musculação e Fitness

=> Como definir abdominais rapidamente

=> 15 Receitas para Transformar o seu Corpo

redirect=/agradecimento