O CORPO MUSCULAR IDEAL, PARTE 1: ESTRUTURA E FORMA

Quais são as características ideais do corpo de um fisioculturista?

As pessoas vão para musculação por diferentes razões. Alguns treinam halterofilismo para perder peso e construir massa muscular para melhorar a sua aparência.

Outros enveredam pela musculação para fortalecer os músculos e articulações fracas, como é o caso de idosos (maioritariamente do sexo masculino) que sofrem de uma vida de sedentarismo. E alguns ainda, seguem o desporto porque querem competir como amadores e/ou profissionais em competições de musculação.

Se estiver interessado em competir ou simplesmente está interessado em alcançar aquilo que a indústria considera as características notáveis de um corpo forte e ideal, então está cheio de sorte!

Esta série de artigos abordam os principais traços de fisionomia, que pode tentar desenvolver, enquanto prossegue com a sua viagem pelo mundo da musculação.

Note que muitos desses traços derivam de fisioculturistas clássicos como Arnold Schwarzenegger que foram capazes de desenvolver os seus físicos fantásticos sem as informações farmacológicas que os jovens fisioculturistas têm agora.

Quais são esses traços?

  1. Estrutura Física geral

Os campeões clássicos de musculação têm um gradual desenvolvimento da estrutura “X”. O “X” pode ser observado com bastante facilidade durante as competições profissionais de musculação.

Os concorrentes têm ombros muito largos, cintura muscular afunilada e ancas largas. O ponto mais estreito do “X” é sempre a cintura.

Embora a cintura seja estreita, a área abdominal é consistentemente construída e esta região leva a um amplo e maciço apoio de tórax e igualmente ombros grandes.

A região inferior do corpo é definida pelas enormes e bem definidas ancas e quadris, tal como o tórax e os ombros. Uma simples posição de duplo bíceps, deve ser capaz de mostrar a “a forma X” num corpo bem definido e musculado.

  1. Dimensão muscular e forma

É evidente que um profissional de musculação será avaliado e julgado com base nos méritos da sua morfologia estética. Como uma escultura, um profissional de musculação será examinado de perto pelos juízes, sendo que não chega ter simplesmente músculos grandes.

Os vencedores do Mr. Olympia têm frequentemente grandes músculos. Uma postura de duplo bíceps deve mostrar bíceps que facilmente “saltam” do resto do braço. O núcleo de músculos ou o “six-pack” devem ser simétricos e não deve ser demasiado distante entre as duas colunas de musculatura abdominal.

Os músculos dorsais por outro lado, devem ser posicionados mais a baixo com uma musculatura mais pesada e densa. A largura dos músculos dorsais também será verificada. Ao contrário da crença comum, os seus tríceps não devem ser arredondados e amplos. Devem efectivamente, ser estreitos e mais cônicos, indicando uma divisão e um excelente desenvolvimento muscular.

O ombro ideal pode ser bastante difícil de alcançar. Os amadores fisioculturistas têm frequentemente dificuldades em competir com os seus homólogos porque é difícil desenvolver os ombros até o ponto em que se tornam em “três partes” de ombro, com todas as regiões a emergir facilmente durante uma flexão.

Fisioculturistas profissionais normalmente carregam mais de 90 Kg para salientar a musculatura dos ombros. Não é uma tarefa fácil, mas se tem o que é preciso para levantar mais de 90 Kg, será capaz de posteriormente alcançar, as “três partes” na forma do ombro.

E as pernas?

 O trabalho de pernas é desgastante para os profissionais fisioculturistas porque todos eles visam produzir uma extrema proeminência muscular nos seus quadris. Se tiver tido um treino intenso de pernas, sabe que poderá vir a ser doloroso durante os primeiros meses.

As pernas dos humanos são projetadas para andar, escalar e correr. Qualquer coisa para além destas três atividades requerem grandes manobras… mas os resultados são muitas vezes fantásticos e merecem o seu tempo!

  1. Rácio Musculo-articular e a forma

Num post anterior do blog falámos sobre a relação entre o tamanho do osso e do músculo. Se tiver grandes ossos, também será mais fácil desenvolver grandes músculos. No entanto, esta realidade genética não se conforma com o ideal da aparência das articulações na competição.

O que os juízes estão muitas vezes á procura é de grandes músculos mantidos juntos por uma aparência de articulações estreitas. Portanto se tiver grandes articulações para começar, terá de exercer um esforço extra para garantir que os seus músculos parecem maiores comparados com o seu tamanho comum.

Evidentemente, concorrentes mais pequenos também têm que trabalhar arduamente para garantir um bom rácio Musculo-articulação. No entanto, dado a sua estatura ser menor, têm obviamente mais facilidade, uma vez que o tamanho das suas articulações é proporcional à sua estatura. O problema mais óbvio para a maioria dos concorrentes são os ombros, braços e pernas. Não há nenhum atalho: têm que se certificar que os músculos se “enrolam” em torno destas articulações e são trabalhados cuidadosamente para ganhar uma dimensão suficiente para apoiar as articulações.

Comentários

© 2016 Nuno Carvalho Fitness | Afiliados | Privacidade

Pin It on Pinterest

Share This

Descubra o caminho
para uma vida saudável

Insira o seu email abaixo e comece hoje mesmo a mudar a sua vida!

Receba Estes 4 eBooks Grátis no seu email!

Subscreva a newsletter e receba de forma completamente gratuita:

=> Suplementação Simplificada

=> Os principais erros da Musculação e Fitness

=> Como definir abdominais rapidamente

=> 15 Receitas para Transformar o seu Corpo

redirect=/agradecimento